sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Quadro de Vera Freitas e poema de Isabel Furini

A solidão despenca com as folhas 
circula nas artérias,
extravasa das retinas
e permanece dependurada na tela.
 Poema de Isabel Furini
Quadro de Vera Freitas.

Um comentário:

  1. Olá Isabel, belo poema e quadro! Uma ótima semana! Abraços, Vanice.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...